Imprimir

Moisés - o homem mais manso da terra

Escrito por Super User. Publicado em Pregações

Ao depararmos com essa expressão, de que Moisés era o homem mais manso da terra, (Nm 12:3) perguntamos-nos como pode ser? Como pode o homem mais manso ter matado um homem? Primeiro vamos analisar dois fatos: Um é o aspecto do velho homem, o outro é o significado da palavra manso. Primeiro: O velho homem: Quando Moisés matou aquele egípcio, ele ainda não tinha tido experiências com Deus, não tinha tido aquele encontro glorioso com o Senhor na sarça, ou seja, ele ainda era um velho homem, cheio de ira, desejo de vingança, desejo de fazer justiça com as próprias mãos. Ao ponto de matar um homem achando que com isso estava defendendo o povo hebreu.

É isso que acontece quando a pessoa ainda não tem um encontro com Deus; ela é velha criatura, e deixa os seus impulsos lhe dominarem. Quantas vezes vemos coisas dentro das igrejas, atitudes que não condizem com as de um servo de Cristo. Pessoas que ofendem as outras matam com palavras de calúnia, difamação, fazem e acontecem e ainda dizem: sou crente, mais não sou otário. E ainda usam aquela passagem de Mateus 21:12-17, quando Jesus expulsa os cambistas do templo, vira as mesas, e fica indignado com aquela situação, então dizem: Se Jesus se irou, imagine eu! Pobres coitados! Esquecem-se que essa passagem aconteceu para que se cumprisse à profecia a respeito da vida de Jesus que diz: “O zelo da tua casa me devorou” (Sl 69:9) Ele agiu daquela maneira não por vingança, nem para aparecer, nem tão pouco porque Ele odiava aquelas pessoas, e sim, porquezelava pela obra do seu pai, e jamais admitiria ver a casa de seu pai ser transformada em covis de ladrões, em casa de negócio, como tem sido nos últimos dias. Muitos se iram e querem usar essa passagem para dar base as suas atitudes carnais.

Quando foi dito que Moisés era o homem mais manso da terra, foi dito isso depois da sua experiência com Deus. Depois que ele deixou o Eu Sou dominar a sua vida,se dispôs dos seus ideais, e passou a ter os mesmos ideais que Deus. A palavra manso (no original hebraico é ãnãw) que significa humilde. Moisés era um homem de uma humildade fora de série, nunca quis ser o centro das atenções, nunca quis fazer tudo sozinho (prova disso é que aceitou o conselho do seu sogro, e colocou setenta homens para lhe ajudar com as pequenas causas) e considerava os outros de uma maneira tal, que quando Josué veio dizer-lhe que Eldade e Medade estavam profetizando, e que lhos proibissem. Moisés lhe disse: deixa-os, quem dera que todos fossem profetas (Nm 11:26-29). Que atitude gloriosa! Ele não se achava o tal, não achava líder. (embora todos soubessem que ele era. E que líder!) Nunca vemos Moisés dizendo: “Eu sou o líder, eu mando, eu faço, tudo só acontece porque eu estou à frente desse deserto, foi a mim que Deus escolheu para libertar esse povo". Nunca disse: Arão e Josué, só existe eu como cabeça! Deus não chamou vocês como cabeça só a mim! Em nenhuma parte das escrituras, Moisés fala isso; Sabe por quê? Por que essa não era a preocupação de Moisés, ele não estava preocupado de mostrar para o povo que ele é quem mandava (pois isso é uma atitude carnal, de pessoas inseguras e frustradas) ou que Arão e Josué eram inferiores a ele. O objetivo de Moisés era bem diferente do que essas picuinhas que existem no meio das igrejas. Homens dizendo que é que faz e acontece, que manda e desmanda, dizendo que a igreja é sua, e Cristo o­nde fica? Pois Ele só faz até o­nde o homem permite que Ele faça, e quando o homem abre a boca e diz que ele é quem manda, Deus o deixa a vontade. Porém, esse tal não verá a glória de Deus (não do jeito que Deus havia projetado). Quando o “eu” está muito em evidência na vida do homem, cuidado! Pois pode ser o começo de uma grande queda. O único eu que deve falar mais alto em nossas vidas é o EU SOU. Se o meu eu está falando mais alto, algo está errado. Devemos nos esvaziar do nosso eu e deixar o EU SOU nos dominar. O objetivo de Moisés era a de obedecer a voz de Deus, independente quem viesse através de Josué, Arão, Eldade, Medade, ou diretamente do próprio Deus.

 

Muitos confundem a palavra humildade, acham que ser humilde é não ter riquezas, não ter carros, casas, roupas, enfim, é ser pobre. Sabemos que isso não é verdade, pois existem tantas pessoas pobres que se pudessem nem pisava no chão, devido a sua falta de humildade. Observe que o­nde não existe humildade, há soberba e orgulho.

 

E o orgulho tem sido a causa da queda de grandes homens de Deus. Pois existem pessoas que quando chegam a certas posições espirituais, se acham superiores a todos, acham que só elas estão aprovadas. E pasmem! Ficam até felizes em saber que outras pessoas vão cair, esquecendo-se daquela passagem que diz: “Aquele que está de pé cuide para que não caia”. Então, o que é ser humilde? De acordo com o dicionário da língua portuguesa é: Virtude que consiste no sentimento da própria inferioridade ou fraqueza; modéstia; submissão. Vou mais além, humildade é reconhecimento. É reconhecermos que não somos melhores do que os outros. É nos submetermos totalmente à Palavra de Deus, e deixar que Ele nos exalte e não nos exaltarmos a nós mesmos, como é o caso de muitos. “Deus resiste aos soberbos, mas dá graças aos humildes”. Humilde é aquele que reconhece que tudo é de Deus, reconhece e age de acordo com o que a Bíblia diz. Em Filipenses 1:3 diz: “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo”. Em todo o Novo Testamento, ainda não li, a parte em que Jesus está se exaltando, fazendo questão que todos soubessem que ele era o filho de Deus. Quando Ele se revelou a mulher samaritana em João 4:26. "Dizendo: Eu o sou, eu que falo contigo". Ele se revelou a uma mulher sedenta que queria recebê-lo como salvador. Observe que foi no particular, ele não saiu gritando dizendo quem era. Ele deixou que o próprio Deus pai o exaltasse, quando disse: “Esse é o meu filho amado em quem me comprazo” (Mt 3:17). Ficou claro que é Deus quem testifica para os outros, o que somos, e quem somos, não precisamos dizer para os outros, o que somos. O próprio Deus faz isso aparecer claramente em nossas vidas através dos frutos.

 

Ter humildade é algo fundamental na vida do crente. O próprio Jesus disse: “E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado” (Mt 23:12). Também, Jesus nos disse: “Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração” (Mt 11:29). Portanto, ao invés de estarmos nos exaltando, querendo sempre estar em evidências, devemos aprender com o Senhor Jesus que é o exemplo de humildade. Existem milhões de pessoas perecendo por falta de conhecimento, e nós que temos esse conhecimento maravilhoso das escrituras, muitas vezes perdemos tempo com coisas carnais que a ninguém edifica, ao contrário só prejudica, tanto a nós mesmo, quanto a quem nos ouve. É hora de refletirmos e mudar. Existem situações que precisamos agir com sabedoria: ser crente não é ser otário, mas também, ser crente não é agir da mesma maneia que os ímpios; gritando, espraguejando, desejando o mal aos outros, querendo sempre tirar proveito das situações. Temos um advogado junto ao pai que nos defende. Claro! Não podemos esquecer que existem coisas que só nós temos que tomar decisões, só nós temos que fazer, mas existem pessoas acomodadas, dizendo: Deixa Deus agir! Quando na verdade, Deus quer que ela tome uma atitude. Mas seja qual for a situação, nunca devemos esquecer que somos servos de Deus, e servo é aquele que obedece. “Basta o servo ser igual ao seu Senhor”. Então, não temos necessidade de querermos ser o centro das atenções, pois Cristo é o centro das atenções. Queremos humildade? Então devemos nos dispor do velho homem, da velha criatura, que muitas vezes estão bem vivos em nossas vidas. Nunca devemos esquecer que somos servos de Cristo. o­nde quer que estejamos somente Ele deve aparecer em nossas vidas. Que o nosso eu caia por terra! E que nesta hora venhamos nos encher de humildade, de amor, de conhecimento da Palavra, pois, somente assim, seremos obreiros aprovados, os quais realmente Deus pode contar na sua seara.

 

Essa declaração a respeito de Moisés que ele era um homem manso (humilde) só foi dita depois que ele se converteu, mudou de rumo, de direção, de atitude. Será que Deus não está esperando tomarmos uma posição para Ele declarar algo a nosso respeito? A respeito de Jó ele disse para o diabo: "Tens observado o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero, reto, e temente a Deus, que se desvia do mal” (Jó 1:8). O que será que o Senhor tem dito a teu respeito? Tem dito coisas semelhantes do que disse de Jó? Ou tem dito que o teu orgulho e soberba (que entra quando falta humildade) têm subido até aos céus? Ore e peça a Deus, para te mostrar se a falta de humildade não está sendo um impedimento para que Deus cumpra todos os propósitos Dele em tua vida. Nunca esqueça! Ele só conta com quem deixa o seu eu de lado, e deixa o EU SOU reinar plenamente em sua vida.

 

Cristina M. Silvano de Andrade/O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

www.cris-silvano.spaces.live.com